quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Peça ao Filho que Ele atende através da Mãe

por Claudiomar Ferreira de Medeiros Filho

Já é um tanto conhecida no meio católico - vista até mesmo em adesivos e cartazes - a frase “PEÇA À MÃE QUE O FILHO ATENDE”. É uma justa referência à capacidade de intercessão de Nossa Senhora junto ao seu filho Jesus. Entretanto, há aqueles que, não seguindo a fé católica, argumentam que apenas se deve pedir diretamente ao Pai, em nome de Jesus. Sem apaziguamento forçado, a boa teologia reconhece a possibilidade de dirigirmos petições e sermos atendidos em nossas súplicas através de orações diretamente a Deus, como também pela intercessão de Nossa Senhora, ou ainda de todos os santos. Partindo daí, alguns católicos atropelam-se em reconhecer: Nem tudo passa por Maria.

Convém que se distinga a via percorrida por nossas preces dirigidas a Deus, da via percorrida pelas graças de Deus dirigidas a nós. Ainda que Ele acolha todas as preces chegadas diretamente a Ele ou por intermédio de Nossa Senhora, as graças que Ele nos concede nos vêm unicamente por Maria. Nossas orações podem chegar a Deus sem passar por Nossa Senhora, mas todas as graças que d’Ele provêm passam por ela.

Deus é a fonte de toda e qualquer graça, mas Ele se utiliza de Maria para distribuí-las à humanidade. Cristo nos trouxe a maior de todas as graças – a redenção – e mesmo Ele nos veio por meio de Maria. Foi vontade de Cristo. Não era necessário que assim fosse, mas Ele quis assim. Podia ter vindo de outro modo, mas não quis. Todas as demais graças nos vêm também de Deus, mas através de Nossa Senhora. Ela é a medianeira de todas as graças.

Esbocemos uma ilustração de tal função de Nossa Senhora: As graças que Deus nos concede são como um facho de luz a ser canalizado para cada pessoa. Nossa Senhora é então esse prisma que sendo transpassado pela luz de Deus a refrata e a difunde tornando-a perceptível em todas as suas cores pelo olho humano que, embora tendo sido feito para a luz, não suporta olhar o sol, fonte maior de luz.

Quem se fecha a Maria, fecha-se às graças que Deus distribui por ela. E ainda que se vislumbre a possibilidade de Deus prover graças àqueles que rejeitam Nossa Senhora e sua missão, ela não se oporá em distribuir essas graças divinas também a esses tais. Enquanto nós, católicos, repetimos com o Papa Leão XIII: Se Cristo é a cabeça do Corpo Místico que é a Igreja, Nossa Senhora é o pescoço.

Um comentário:

Comente:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...