quinta-feira, 8 de abril de 2010

Conversão



(Do livro "A Conversão do Poeta", de Claudiomar Ferreira de Medeiros Filho)
Quando o que parecia ser já não é mais,
quando os olhos, enfim, aceitam o que já viam,
quando o raciocínio aponta para o improvável
e quando não se fica satisfeito à toa
é que acontece a conversão.

Quando o não querer mudar dói tanto e tanto,
quando o fechar os olhos já não priva de enxergar,
quando os outros nos olham diferente
e quando nós olhamos diferente os outros
é que acontece a conversão.

Quando as coisas mudam de valor,
quando não nos cansamos ao buscar respostas,
quando o barco está partindo e não se quer ficar
e quando se quer ficar, mas ir é bem melhor,
é que acontece a conversão.

Quando Deus nos dá uma surra,
quando aceitamos ser por Deus surrados
e, ao mesmo tempo, choramos de dor,
de alegria e de amor,
é que acontece a conversão.

Mas, enquanto
não acontece
pelo menos tudo isso,
a conversão ainda está
por acontecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...