segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

A finalidade das procissões



A palavra procissão vem do termo latino procedere, que significa marchar, ou ir adiante. Por procissão se entende a marcha, o caminhar, que fazem o clero e o povo rezando para determinados fins religiosos, levando à frente a cruz de Cristo, que é o caminho e guia dos fiéis.

Seguindo a tradição do Antigo Testamento, havia procissões para levar a arca santa de um lugar para outro; no século VI vemos o costume de celebrar-se Missa nos túmulos de mártires, ou em lugares de devoção; fazia também procissões para benzer cemitérios e lugares próximos de igrejas.

As procissões eram feitas no raiar do dia para imitar as santas mulheres que se dirigiram bem cedo ao sepulcro de Nosso Senhor.

A finalidade das procissões antes da Missas é de abençoar os caminhos e as casas com a água santificada e, principalmente, pela presença de Cristo, como nas solenes procissões da Páscoa.

Há outras finalidades nas procissões como de honrar algum mistério, como a entrada de Nosso Senhor no templo, ou sua entrada triunfal em Jerusalém no dia de ramos; da sua ascensão ao céu; ou atrair as bênçãos de Deus sobre os bens da terra, etc. A finalidade principal das procissões é de mostrar que o cristão é um viajante em desterro na terra e que o céu é sua verdadeira pátria para a qual ele se encaminha guiado por Cristo, sob a proteção de Nossa Senhora e dos santos patronos, cujos estandartes ele leva, iluminado pela luz da fé, pelo exercício da oração e da penitência, para chegar ao altar visível e deste ao altar do céu, onde está o verdadeiro repouso e a felicidade eterna: estes são os piedosos motivos que devem animar os fiéis nas procissões.

Durante a procissão cantam-se hinos, salmos, antífonas, ladainhas e mais freqüentemente responsórios, finalizando com uma oração geral recitada pelo sacerdote que a dirige.


Retirado do Micrólogo - Catecismo da Santa Missa 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...