segunda-feira, 19 de setembro de 2011

A vontade de Deus explicada pelos santos


- A vontade de Deus é a origem de todas as coisas. SANTO AGOSTINHO
- Deus é como o médico: não atende aos desejos do doente; atende apenas às exigências de sua saúde. SANTO AGOSTINHO
- Senhor, dá-me forças para executar aquilo que ordenas. Depois ordenas o que quiseres. SANTO AGOSTINHO
- Quando fazemos a vontade de Deus, faz-se a vontade de Deus em nós. SANTO AGOSTINHO
- Se num piso nivelado pões um tronco torto, ele não se encaixa, não se adapta. A vontade de Deus é reta; a tua, torta. Parece-te fora a de Deus porque não podes encaixar-te nela? Endireita a tua, não queiras entortar a Dele. Queres que haja união? Corrige-te. SANTO AGOSTINHO
- Se estivermos unidos à vontade divina em todas as tribulações, é certo, vamos nos tornar santos e seremos os mais felizes do mundo. SANTO AFONSO DE LIGÓRIO
- Fazer o que Deus quer e querer o que Deus faz. SANTO AFONSO DE LIGÓRIO
- O verdadeiro amor consiste em nos conformarmos em tudo, com a vontade de Deus, em renunciar a nós mesmos e em preferir o que mais agrada a Deus, somente porque ele o merece. SANTO AFONSO DE LIGÓRIO
- A santidade consiste: primeiro, numa verdadeira renúncia de si mesmo; segundo, numa total mortificação das próprias paixões; terceiro, numa perfeita conformidade com a vontade de Deus. SANTO AFONSO DE LIGÓRIO
- É no sofrer e no abraçar com alegria as coisas desagradáveis e contrárias ao nosso amor próprio que se conhece quem ama de verdade a Jesus Cristo. SANTO AFONSO DE LIGÓRIO
- Não podemos ter maior garantia de agradarmos a Deus, do que aceitando de boa vontade as cruzes mandadas por Ele. SANTO AFONSO DE LIGÓRIO
- Não só devemos receber com resignação as provações vindas diretamente de Deus, tais como as doenças, a nossa limitação, a perda acidental de alguma coisa, mas também tudo o que nos vem indiretamente de Deus e diretamente dos homens: as perseguições, os roubos, as injúrias. Na verdade, tudo nos vem de Deus. SANTO AFONSO DE LIGÓRIO
- As almas fortes e desejosas de pertencer só a Deus não lhe pedem senão luz para discernir a sua vontade e força para a cumprir perfeitamente. SANTO AFONSO DE LIGÓRIO
- Os santos consideram como presentes as doenças e as dores que Deus lhes manda. SANTO AFONSO DE LIGÓRIO
- Todos os sofrimentos vêm das mãos de Deus, diretamente ou indiretamente através dos homens. SANTO AFONSO DE LIGÓRIO
- Quem se une à vontade de Deus, vive e se salva; quem dela se separa, morre e se perde. SANTO AFONSO DE LIGÓRIO
- Todas as obras divinas têm o selo da cruz. SANTO AFONSO DE LIGÓRIO
- Senhor! Eu nem desejo sarar nem permanecer doente. Somente quero o que vós quereis. SANTO AFONSO DE LIGÓRIO
- Ó vontade de meu Deus, toda santa, toda amável, quero abraçar-vos.  SANTO AFONSO DE LIGÓRIO
- A vontade própria é a ruína das virtudes, a fonte de todos os males, a única porta do pecado e da imperfeição, arma favorita do tentador contra os religiosos, o carrasco de seu escravos, o inferno antecipado. SANTO AFONSO DE LIGÓRIO
- Devemos rezar para saber o que Deus quer de nós e lhe pedir sua ajuda para cumprir a sua vontade. SANTO AFONSO DE LIGÓRIO
- Podemos ter a gloria do martírio sem derramar o nosso sangue, com a simples aceitação heróica da vontade de Deus. SANTO AFONSO DE LIGÓRIO
- Nisso consiste tudo o que precisamos fazer para sermos santos: renunciar a nós mesmos e não seguir nossa vontade própria. SANTO AFONSO DE LIGÓRIO
- Venham de onde vierem as adversidades são instrumentos Meus que fazem meus servidores padecerem no corpo; perseguidos pelo mundo nada sofrem no espírito. Identificaram-se com a minha vontade e até se alegram em tolerar males por mim. SANTA CATARINA DE SENA – Diálogo
- O homem conformado à minha vontade é desapegado de si mesmo, vence o mundo, o demônio e a carne; ao chegar o momento da morte, seu falecimento acontece na paz. SANTA CATARINA DE SENA – Diálogo
- O estado de união consiste na transformação total da vontade humana na divina, de modo que nela nada haja de contrário a essa vontade, mas seja sempre movida, em tudo, pela vontade de Deus. Por isso dizemos que, nesse estado, as duas vontades formam uma só – a de Deus. SÃO JOÃO DA CRUZ
- Mesmo que realizes muitas coisas, não progredirás na perfeição, se não aprenderes a negar a tua vontade e a sujeitar-te, deixando a preocupação de ti próprio e das tuas coisas. SÃO JOÃO DA CRUZ
- Ainda que estejas no sofrimento, não queiras fazer a tua vontade, pois terás assim o dobro do sofrimento. SÃO JOÃO DA CRUZ
- É atrevimento muito grande querer eu escolher caminho pra mim. O mais seguro é não querer senão o que Deus quer. SANTA TERESA D’ÁVILA
- Não é uma boa oração apegar-se somente à vontade de Deus? SÃO FRANCISCO DE SALES
- Cada um de nós tem suas próprias opiniões e isso não se opõe à virtude. O que se opõe à virtude é o apego que temos às nossas opiniões. SÃO FRANCISCO DE SALES
- Desde que dirijamos o olhar para Deus, não devemos nos perturbar. Quer tudo revire para o ar, não digo somente em redor de nós, mas em nós, isto é, quer nossa alma esteja triste, alegre, mansa, em amargura, em paz, perturbada, iluminada, em trevas, entusiasta, enfadada, árida, terna; quer o sol a queime ou o orvalho a refresque, faz-se necessário que o extremo do nosso coração, nosso espírito, nossa vontade se volte incessantemente para o amor de Deus. SÃO FRANCISCO DE SALES.
- O que glorifica a Deus não são as nossas obras, mas a nossa resignação e conformidade na nossa vontade com a do Senhor. – SANTO AFONSO DE LIGÓRIO


Um comentário:

  1. Boa noite irmão.

    Quero lhe indicar um site,

    http://patristicabrasil.blogspot.com/

    Todo em português.

    Esse tem conteúdo de teologia, propriamente documento do período da patrística (ou patrologia). São documentos que vão do ano 84 D.c ao ano 800 D.c, registros dos costumes cristãos, registram temas teológicos e culturais, etc.

    E esse que contem uma bíblia do século II, Codex Sinaiticus, é a segunda bíblia mais antiga. Contém os deuterocanônicos. Muito antes de Trento, muito antes do Edito de Constantino.

    http://www.codexsinaiticus.org/en/manuscript.aspx?book=12&lid=en&side=r&zoomSlider=0

    Uma informação rápida, esse exemplar foi digitalizado e colocado na internet para estudo, seu manuseio esta destruindo esse exemplar e o trabalho de vários especialistas e claro da internet, deu a nos um material de estudo precioso. Esse exemplar tem 1466 paginas, sendo que apenas 800 estão disposta por enquanto no site.

    Esse outro site.

    http://molcat1.bl.uk/treasures/gutenberg/search.asp

    É o site da biblioteca britânica que fez o mesmo trabalho, digitalizou dois exemplares da bíblia de Gutenberg, ano 1450. Um exemplar tem uma bíblia simples sem muitos desenhos, e a outra rica em destaques de arte (desenhos).Contém os deuterocanônicos. Muito antes de Trento.

    Bíblia de Mogúncia

    Impressa sobre pergaminho, cada página em duas colunas com 48 linhas, sendo as iniciais dos capítulos feitas à mão com tinta azul e vermelha. Trata-se da primeira obra impressa na qual aparecem data, lugar e nomes dos impressores, Fust e Schoeffer (ex-sócios de Gutenberg), no colofão. É o incunábulo mais antigo da Biblioteca Nacional, que possui dois exemplares.Contém os deuterocanônicos. Muito antes de Trento.

    BÍBLIA. Latim. Mogúncia. 1462. In civitate Maguntij: per Johannem Fust e Petrum Schoeffer, in vigília assumptionis Mariae [14 ago.] 1462. 2 v. 42 cm.

    http://objdigital.bn.br/acervo_digital/div_obrasraras/or813929.pdf

    esse arquivo é grande, é bom baixar a bíblia usando um conexão de mais de 1 mega

    ResponderExcluir

Comente:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...