segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu



Na terceira petição do Pai-Nosso “ seja feita a vossa vontade, assim na terra como no Céu” pedimos a graça de fazer em todas as coisas a vontade de Deus, obedecendo aos seus santos mandamentos tão prontamente como os Anjos e os Santos Lhe obedecem no Céu. Pedimos, além disso, a graça de corresponder às inspirações divinas e de viver resignados à vontade de Deus, quando Ele nos manda tribulações.

É-nos tão necessário cumprir a vontade de Deus, como nos é necessário conseguir a salvação eterna, por que Jesus Cristo disse que só entrará no reino dos céus quem tiver feito a vontade de seu Pai.

E de que maneira podemos conhecer qual a Vontade de Deus a nosso respeito? A Vontade de Deus nos é manifestada pelos Mandamentos de sua Lei e pelos preceitos de sua Santa Igreja. Nossos superiores espirituais, postos por Deus para guiar-nos no caminho da Salvação, nos orientam a fim de que conheçamos os desígnios particulares da Providência a nosso respeito, desígnios que se podem manifestar em divinas inspirações ou nas circunstâncias em que o Senhor nos tenha colocado.

Tanto nas prosperidades como nas adversidades da vida presente, devemos reconhecer sempre a vontade de Deus, o qual tudo dispõe ou permite para nosso bem. A revelação Divina encerrou-se com a morte do último Apóstolo, de maneira que não há mais Revelação pública necessária para a salvação. A afirmação de que devemos ver em todas as coisas a Vontade de Deus, diz apenas que todas as coisas estão sujeitas à Santíssima Vontade de Deus, de maneira que mesmo o mal não acontece sem uma permissão de Deus, que sabe tirar o bem do mal, e por isso o permite. E como Deus tem sobre os homens uma amorosa Providência, devemos ver em todos os acontecimentos, bons ou maus, um desígnio de Deus que visa nossa salvação eterna.

(Do Catecismo de S. Pio X)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...