Oração pelos sacerdotes

Por amor do Imaculado Coração de Maria, dai-nos santos sacerdotes, ó Jesus.
É por meio deles que o recém-nascido se torna filho de Deus, o pecador recupera a paz, os fiéis têm o benefício dos Santos Sacramentos, os desamparados se refugiam junto do Sacrário de onde recebem o divino Pão dos Anjos e o moribundo vê fechar-se a porta do inferno e abrir-se-lhe a porta do Céu.

Por amor do Coração Imaculado de Maria, dai-nos santos sacerdotes, ó Jesus.
Sacerdotes de Mãos Puras e sem mancha, que levantem ao Céu o cálice e a Hóstia Imaculada, interpondo-se poderosos pela paz dos povos e prosperidade das nações, sacerdotes que devorados pela caridade, se rodeiem de almas inocentes, para guia-las ao Céu; de mocidade, conservando-a para Deus, e se consumam pelo tesouro da fé e da religião.

Por amor do Coração Imaculado de Maria, dai-nos santos sacerdotes, ó Jesus.
Sacerdotes que, famintos de vosso amor, abandonem a Pátria, parentes e amigos pela salvação do próximo; que perseguidos pelo mundo, por satanás, pelas paixões, progridam sempre na santidade, apregoando a fé e a vossa doutrina. Amém.
(As excelências da Santa Missa)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente:

O LEGADO DE FÉ E MORAL DOS SANTOS AOS FIÉIS DE HOJE (Artigo)

Que falta ao católico de hoje? Responder-se-ia com grande sensatez afirmando que, substancialmente, falta-lhe conhecer e viver com ma...

Assine o Arena da Teologia

Assine o Arena da Teologia
Receba conteúdo exclusivo por e-mail. Blog essencialmente de teologia católica abordando questões necessárias e urgentes aos tempos atuais.

Postagens mais acessadas

Adquira o livro do editor do blog

Adquira o livro do editor do blog
Nesta obra é apresentado um panorama montado a partir da visão dos católicos ditos tradicionalistas, aqueles que fizeram e fazem resistência às mudanças que desfiguraram a Igreja Católica a partir do Concílio Vaticano II. Episódios pouco conhecidos dos católicos são trazidos à tona, bem como se tenta desvendar os reais motivos para a realização de uma reforma na celebração da Santa Missa, algo tido como acontecimento improvável para o mundo católico após a promulgação da Bula Quo Primum Tempore, um documento do Papa São Pio V que, em 1570, tornava definitiva a forma com a qual se deveria celebrar a Santa Missa a partir de então.

Fale direto com o editor:

  • claudiomarfilho@gmail.com

Total de visualizações

Editor do Blog:

Editor do Blog:
Claudiomar Ferreira de Medeiros Filho

PADROEIRO DESTE BLOG

PADROEIRO DESTE BLOG
São Tomás de Aquino