RESPOSTA A QUEM PERGUNTOU SOBRE DEUS - Jogral com estrofes em resposta a "Preguntitas sobre Dios", de Atahualpa Yupanqui

PERGUNTAS SOBRE DEUS (Tradução) / RESPOSTA A QUEM PERGUNTOU SOBRE DEUS
por Claudiomar Ferreira de Medeiros Filho

Um dia eu perguntei
Vovô onde está Deus?
Meu avô ficou triste
E nada me respondeu.

                    Hoje eu vou responder
                    Ao vovô e a quem perguntou
                    Deus está aonde estou
                    E está além do que eu posso ver

Meu avô morreu nos campos
Sem reza sem confissão
E os índios o enterraram
Com flauta de bambu e tambor

                    Triste do seu avô
                    Que morreu sem confessar
                    E sem reza pra alumiar
                    O caminho pr’onde a alma for


Depois de um tempo, eu perguntei
Pai, o que sabes de Deus?
Meu pai ficou sério
E nada me respondeu

                   Ver seu pai assim, também é triste
                   Não saber te orientar
                   Ao menos com fé afirmar
                   Que, sem dúvida, Deus existe!

Meu pai morreu na mina
Sem doutor, nem proteção
Cor de sangue mineiro
Tem o ouro do patrão

                   Quem nasceu, um dia morrerá
                   Ainda que tenha bom patrão
                   Mesmo que viva sem opressão
                   E o ouro, a morte devorará

Meu irmão vive nos montes
E não conhece uma flor
Suor, malária e serpentes
É a vida do lenhador

                   Viver nos montes, sem conhecer
                   Sem numa flor, Deus contemplar
                   Igual doença há que se comparar
                   É viver sem saber viver

E que ninguém lhe pergunte
Se sabe onde está Deus
Por sua casa não passou
Tão importante senhor

                   Também triste do seu irmão

                   Que a Deus não soube buscar
                   Quem poderá o salvar?
                   Sem guiar-se por Sua mão

Eu canto pelos caminhos
E quando estou na prisão
Escuto as vozes do povo
Que canta melhor do que eu

                    Sinto em você, sede de Deus
                    Pois sai à busca, a perguntar
                    Quer a Deus encontrar
                    Agindo nos caminhos teus

Há um assunto na terra
Mais importante que Deus
É que ninguém cuspa sangue
Para que outro viva melhor

                     Não se engane, por um momento
                     Mais importante que Deus não há!
                     Deus em primeiro lugar
                     Eis o primeiro mandamento

Que Deus vela pelos pobres,
Talvez sim, talvez não
Mas é certo que almoça
À mesa do patrão.  

                     Deus vela pelos pobres
                     E pelos ricos também
                     Dá o prêmio ou o castigo
                     Por suma justiça. Amém.

Clique AQUI E COMENTE

Um comentário:

  1. "onde está Deus?"
    Esta no altar da Missa realizada pela igreja deixada por Deus aos homens, Santa Igreja Católica, e esta em cada um daquele que a segui verdadeiramente.
    Viva Cristo e sua Mãe Santíssima.

    ResponderExcluir

Comente:

Arquivo do Blog

Baixe grátis meu livro A CONVERSÃO DO POETA, seu presente pelos 10 anos do blog ARENA DA TEOLOGIA

Estando próximo de completarmos 10 anos do nosso blog ARENA DA TEOLOGIA, estamos presenteando a você que é nosso leitor com o meu mais ...

Assine o Arena da Teologia

Assine o Arena da Teologia
Receba conteúdo exclusivo por e-mail. Blog essencialmente de teologia católica abordando questões necessárias e urgentes aos tempos atuais.

Postagens mais acessadas

Adquira o livro do editor do blog

Adquira o livro do editor do blog
Nesta obra é apresentado um panorama montado a partir da visão dos católicos ditos tradicionalistas, aqueles que fizeram e fazem resistência às mudanças que desfiguraram a Igreja Católica a partir do Concílio Vaticano II. Episódios pouco conhecidos dos católicos são trazidos à tona, bem como se tenta desvendar os reais motivos para a realização de uma reforma na celebração da Santa Missa, algo tido como acontecimento improvável para o mundo católico após a promulgação da Bula Quo Primum Tempore, um documento do Papa São Pio V que, em 1570, tornava definitiva a forma com a qual se deveria celebrar a Santa Missa a partir de então.

Fale direto com o editor:

  • claudiomarfilho@gmail.com

Total de visualizações

Editor do Blog:

Editor do Blog:
Claudiomar Ferreira de Medeiros Filho

PADROEIRO DESTE BLOG

PADROEIRO DESTE BLOG
São Tomás de Aquino